Blog

3 de junho de 2019

Alerta da situação Epidemiológica do Sarampo no Brasil e orientações quanto a vacinação dos pacientes com doenças imunomediadas.

(Reumatológicas; Psoríase e doença intestinal inflamatória).

Postado em Notícias por admin
21 de maio de 2019

William Osler foi educador, escritor, pesquisador e médico centrado no cuidado do paciente. Esse ícone da Medicina, considerado por muitos como o Hipócrates moderno, estará completando 100 anos de falecimento em 2019.

Nascido no Canadá, iniciou seus estudos na Escola Médica de Toronto e concluiu o curso de Medicina em 1872, na McGill de Montreal. Foi docente de quatro prestigiosas instituições médicas: Universidade de McGill em Montreal (1875-1884), Universidade da Pensilvânia, na Filadélfia (1884-1889), Hospital Johns Hopkins, em Baltimore (1889-1905) e Universidade de Oxford (1905-1919).

Postado em Notícias por admin
21 de maio de 2019

Resumo

A doença de Behçet é uma vasculite rara na infância. Diversos estudos têm demonstrado associação dessa doença com neoplasias, principalmente as de origem hematológica. O objetivo deste artigo é relatar o caso de uma menina diagnosticada com vasculite de Behçet, inicialmente responsiva ao uso de corticosteroides e colchicina e que posteriormente se tornou refratária ao tratamento e evoluiu com plaquetopenia e pioderma gangrenoso, sendo diagnosticada então com mielodisplasia, evoluindo para leucemia mieloide aguda. Com este relato, destacamos a importância de suspeitar de malignidade em pacientes refratários ao tratamento da doença de Behçet, principalmente naqueles que evoluem com alterações hematológicas.

Palavras-chave: Doença de Behçet, vasculite, leucemia mieloide aguda, mielodisplasia

Postado em Notícias por admin
6 de maio de 2019

1- Quem tem lúpus pode engravidar?

Sim, as pacientes com lúpus eritematoso sistêmico podem engravidar, desde que alguns cuidados sejam tomados: a doença deve estar em remissão há pelo menos seis meses; não pode haver acometimento importante de órgãos como rim, coração, pulmão e cérebro; não podem estar tomando medicações que possam fazer mal ou levar à má formação do bebê, como metotrexato, ciclofosfamida, leflunomide e micofenolato mofetil1.

Postado em Geral, Notícias por admin
6 de maio de 2019

Esclerose sistêmica é uma doença autoimune sistêmica multifacetada e uma das mais complexas doenças do tecido conjuntivo. Dentre as doenças reumáticas autoimunes, é a que apresenta maior mortalidade caso-específica, onde mais da metade dos pacientes morrem por causas diretamente relacionadas à doença (na maioria das vezes por complicações cardiorrespiratórias)1,2.

A ampla gama de manifestações clínicas, ainda que não ameaçadores à vida, como úlceras digitais e alterações do trato digestivo, impacta diretamente na função e a qualidade de vida do paciente, evidenciando a importante morbidade determinada pela doença. Esse pleomorfismo clínico é resultante de sua complexa patogênese, que envolve três pilares que interagem entre si: a inflamação autoimune mediada, a vasculopatia (dano microvascular) e a fibrose (ativação de fibroblastos). Em espectro mais amplo, esse pleomorfismo, que envolve patogênese, fenótipos e manifestações clínicas, dificulta a realização de estudos clínicos e a obtenção de terapias efetivas1.

Postado em Geral, Notícias por admin
3 de maio de 2019

A doença celíaca (DC) é uma enteropatia crônica imunomediada, desencadeada pela ingestão de glúten em indivíduos com predisposição genética, associada principalmente aos alelos HLA-DQ2 e HLA-DQ81. A prevalência do distúrbio é de aproximadamente 0,5% a 1% da população mundial e acomete mais o sexo feminino2.

O diagnóstico da DC pode ser realizado com biomarcadores sorológicos anticorpos antitransglutaminase tecidual (anti-tTG), com anticorpos antiendomísio (EMA) e com anticorpos antigliadina (AGA), este último com menor especificidade e sensibilidade. A biópsia duodenal permanece como padrão-ouro, com achados histopatológicos de atrofia e alargamento das vilosidades, infiltrado linfocitário na lâmina própria e hiperplasia das criptas.

Postado em Geral, Notícias por admin
2 de maio de 2019

A artrite reumatoide (AR) é uma doença autoimune sistêmica, altamente prevalente, que afeta 1% a 2% da população. Afeta predominantemente as articulações, mas também outros órgãos, como o pulmão. Qualquer compartimento do pulmão (pequenas e grandes vias aéreas, parênquima, vasos pulmonares, pleura) pode ser acometido. O acometimento pulmonar pode também ser secundário a drogas usadas no tratamento da AR ou a infecções oportunistas.

Nos últimos 25 anos testemunhamos um avanço significativo no arsenal terapêutico da AR. Potentes drogas biológicas modificadoras de doença (DMARDs) e, mais recentemente, os inibidores JAK tornaram-se disponíveis. 

 

Postado em Geral, Notícias por admin
30 de janeiro de 2019

Cerca de 30% a 40% das pessoas com lúpus apresentam maior sensibilidade aos raios ultravioletas. A exposição ao sol pode desencadear sintomas que vão desde erupções na pele para lesões nos órgãos internos graves. Uma das orientações cruciais dos reumatologistas aos pacientes portadores do LES é o cuidado em relação ao sol

O Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES ou apenas Lúpus) é uma doença inflamatória crônica de origem autoimune, cujo sintomas podem surgir em diversos órgãos de forma lenta e progressiva – em meses – ou mais rapidamente – em semanas – e variam com fases de atividade e de remissão. Umas das principais recomendações dos reumatologistas aos pacientes com lúpus é o cuidado em relação a exposição solar. Proteger-se do sol é uma parte essencial do tratamento da doença.

Postado em Geral, Notícias por admin
3 de novembro de 2018

“Os humanos distinguem-se de todos os outros seres vivos por criar uma coleção espetacular de objetos, práticas e ideias conhecidas coletivamente como cultura”1. Ela inclui a música.

Revendo a interação entre atividade profissional e cultura e arte, o médico/escritor Álvaro Souza identificou 37 médicos famosos2. Um dos personagens biografados foi o vienense Theodor Billroth (1829-1894). Em 1873, o virtuoso Johannes Brahms dedicou duas músicas (quartetos de cordas – Opus 51) a esse ilustre cirurgião e parceiro musical. Essas obras ficaram conhecidas como quartetos Billroth I e II. Um dos aforismas elaborados por Billroth foi: “a música enobrece e exalta o homem como nenhuma outra arte”.

Postado em Geral, Notícias por admin
28 de outubro de 2018

Após 10 anos das últimas recomendações, o European League Against Rheumatism (EULAR) publicou em abril/18 novo documento para o manejo da Síndrome Behçet (SB).

Esta nova publicação surgiu da necessidade de atualizar o tratamento da SB, já que nos últimos anos houveram várias publicações com novos agentes terapêuticos, além do ganho de experiência com o uso de biológicos. O documento teve a participação de reumatologistas, oftalmologistas, clínicos, gastroenterologistas, dermatologistas, cirurgiões vasculares e pacientes.

A primeira mudança vem logo no título, pois foi optado pelo uso de “síndrome” no lugar de “doença”, que seria um termo mais adequado para contemplar a constelação de sintomas vista no Behçet. Embora não tenha ocorrido consenso quanto a esta questão, foi uma decisão majoritária. A publicação traz 5 princípios e 10 recomendações para o tratamento da SB, que abordaremos a seguir.

Postado em Geral, Notícias por admin