Nossa História

O resgate histórico da Sociedade de Reumatologia de Brasília (SRB) é um dos objetivos da atual gestão. Com este propósito iniciamos um ciclo de entrevistas com os primeiros reumatologistas do DF. No mês de dezembro/2016 foi a vez da Dra. Lúcia Gonçalves e da Dra. Helenice Teixeira, que compartilharam conosco várias informações e fatos relevantes. Na ocasião fizeram também a doação de materiais impressos e fotos que farão parte de um novo acervo da SRB. Nosso agradecimento pela generosidade e exemplos inspiradores destas queridas colegas.

 

A Criação de Uma Nova Sociedade

A Sociedade de Reumatologia de Brasília teve iní- cio com o nome de Sociedade Brasiliense de Reumatologia, em setembro de 1971. Na época, um grupo de reumatologistas residentes no DF percebeu a importância de se organizar para promover ações de cunho técnico-científico. Em uma reunião oficial com a presença do convidado Prof. Luiz Verztman foi criada a primeira diretoria da Sociedade, que contava com todos os reumatologistas residentes no DF. Nessa assembleia histórica foi eleita e empossada a referida Sociedade com a seguinte composição:

  • Presidente: Luiz Torquato de Figueiredo
  • Vice-Presidente: Célio Menicucci
  • Primeiro Secretário: Francisco Aires Correa Lima
  • Segundo Secretário: José Joaquim Canedo
  • Diretora Científica: Lúcia Maria Moura Gonçalves
  • Tesoureira: Helenice Alves Teixeira

 

Uma curiosidade relatada por Dra. Lúcia Gonçalves é que na época da criação da Sociedade de Brasília havia apenas quatro médicos reumatologistas residentes no DF. Entretanto, havia a exigência de que, para formação de uma sociedade de especialidade regional, a mesma precisaria de no mínimo cinco médicos. Desta forma, foi convidado um mé- dico ortopedista para compor a equipe.

O trabalho inicial foi se desenvolvendo com as dificuldades naturais para se conciliar as funções administrativas e de capacitação. Apesar disso, esse grupo de pioneiros foi desenvolvendo a especialidade em Brasília.

Ao descrever os desafios da época, Dra. Lúcia Gonçalves e Dra. Helenice Teixeira enfatizaram que o espírito de amizade e companheirismo entre os colegas foram fatores essenciais para o crescimento da reumatologia na capital do Brasil.

A seguir, reproduzimos uma carta escrita pelo Prof. Luiz Verztman, na época presidente da SBR, na qual parabeniza a Dra. Lúcia pelo início da Sociedade Brasiliense de Reumatologia.

“A gente tem de sonhar, senão as coisas não acontecem…”

Oscar Niemeyer